Um trabalho que estamos fazendo e que está sendo muito gratificante, é o de visitas ao abrigo de crianças e adolescentes deficientes físicos - O Lar Maria de Lourdes em Jacarepaguá. Lá são deixadas crianças com os mais variados problemas de deficiência, mas a grande maioria sào portadoras de hidrocefalia e sindrome de Down.
 


 

Nossa equipe leva filhotes da raça Pit Bull para passar uma tarde inteira brincando com essas crianças e o mais incrível é que mesmo as crianças que quase não conseguem falar ou se mexer, ao ver os cachorrinhos, elas fazem um esforço fenomenal para chegarem mais perto deles e ter mais atenção, uns gritam au au, outros fazem sinais com as mãozinhas chamando por nós e outras que não tem a mínima condição de se levantarem da cama apenas sorriem quando colocamos os filhotes peto delas e eles ficam lambendo seus pés. Fazemos este trabalho uma vez por mês e não só ajudamos a levar um pouco de alegria para estas crianças, como também fazemos o possível para levarmos o material necessário para o sustento do Abrigo que vive de doações. Como se trata de um Abrigo especial para crianças doentes a lista de material necessário para seu sustento é bem diferenciada e aproveitamos para fazer um apelo a quem tiver acesso a medicamentos gratuitos ou queira colaborar nos enviando qualquer dos remédios abaixo:
 

DEPAKENE / TEGRETOL / GARDENAL GOTAS, GARDENAL 100 E GARDENAL 50 / HALDOL / FLEET ENEMA (remédio para lavagem intestinal) / NITRAZEPOL / KEFLEX / CEFALEXINA / AZITROMICINA / ZOBBEN / RINOSORO / RIVOTRIL COMPRIMIDOS
 

Além dos remédios acima, o Abrigo recebe também roupas e alimentos não perecíveis (principalmente leite em pó). Quem quiser colaborar participando das visitas ou doando este material é só nos contactar.

A raça que é taxada de assassina e imprestável, tem participado da vida de várias pessoas carentes e tem levado alegria aos também seres humanos abandonados, esquecidos e desprezados por não terem tido a sorte de nascerem normais e dentro do padrão que a nossa sociedade de seres altamente "racionais", usam a mente "brilhante" para se preocupar em como fazer para acabar com a raça de um cachorro que ninguém conhece na íntegra absolutamente NADA a respeito, se preocupam em atravessar a rua e dar gritos histéricos quando vêem o mesmo cachorro passeando com seu dono na coleira e na guia (presos) porque leu em alguns jornais sensacionalistas a divulgação, ou melhor a difamação deste animal e acredita naquilo piamente porque foi um outro ser "racional" que escreveu aquilo sem nem consultar antes um especialista, um cinófilo, um médico veterinário, um adestrador ou qualquer outro palhaço que estuda de 3 a 6 anos, trabalha às vezes até mais de 30 anos com animais e tem que assistir de boca fechada pessoas escrevendo e falando os maiores absurdos e ainda são aceitos pelos outros 70% de seres "racionais" que nem devem saber que existem profissionais de cinofilia. Cinofilia???????????????O que será isso???????????? Ah, isso é palavra para aqueles loucos que vivem defendendo os mais variados tipos de animais. Quem gosta de bicho é criticado também, deve ser lunático.

Mas voltando aos 70% dos seres "RRRacionais" que lêem baboseiras, acreditam nelas e se tornam fiéis divulgadores das mesmas e não sabem nem quantos dentes tem a arcada dentária de um canis ou felis, ou melhor de um cachorro ou gato, e sabem com a exatidão de um matemático quantos quilos tem a mordida de um Pit Bull, ops! Quilos não...toneladas...Desculpem, esqueci que um cinófilo nào entende nada de cães. Sabem relatar a história do cérebro do Dobermann ser maior que a caixa craniana como um filosófo e fazem até caras e bocas para dar enfâse a uma idiotice que é só parar para pensar um pouquinho no ridículo que é divulgado. Como o cérebro fica no crânio do animal então se ele é maior????????? Só se o crânio for furadinho....hehehe....Sem contar que agora a história do cérebro do Dobermann foi transferida para o Pit Bull. História????? Não, não, havia esquecido isto é uma Estória...lenda ou fábula mesmo.
 

Cinófilos também sabem falar e escrever português...
Será que dá para usarmos um pouco mais de nossa inteligência e acabar com essa palhaçada? Dá para esquecer um pouco o Pit Bull e começar a olhar para os lados também e se preocupar que o nosso Mundo todo está cheio de desgraças, que existem crianças que nunca vão ter a chance de falar, andar e nem reclamar que estão imovéis, sem carinho, sem família, abandonadas, doentes, tristes e ainda por cima passando fome. Será que podemos lembrar de outros seres humanos que pensam como nós e são esteticamente perfeitos, porém vivem passando fome e são tratados sem dignidade alguma. Que tal levar um prato de comida para alguns deles? Ou até o resto de comida que muitos dos seres "racioanis" jogam no lixo e depois assistimos outros seres sub-humanos iguais a nós vagando na noite revirando esse mesmo lixo com fome. O que seá que pensa esse ser que come comida do lixo?

O mundo está cheio de pragas, guerras, fome, violência e tudo o que nos preocupamos é com o Pit Bull assassino. Mas quem será realmente assassino, o Pit Bull, ou seres racionais hipócritas que defendem idéias e criam polêmicas para esconder que são totalmente incompetentes ao lidar com o que é realmente alarmante, são incompetentes ao lidar com os seres vivos menos favorecidos, são incompetentes em todos os setores.

São assassinos por não matarem a fome dos que vivem na miséria completa.Somente poderemos mudar alguma coisa  na vida dos que sofrem quando começarmos a prestar atenção neles e ajudarmos com o que pudermos que estiver ao nosso alcance. De grão em grão a galinha enche o papo...
Aos internautas minhas desculpas pelas palavras arrogantes, mas sinceras ao que diz respeito à defesa da raça Pit Bull que está sempre sendo atrapalhada por notícias infundadas e projetos impossíveis de serem executados. Somos à favor da punição aos que são irresponsáveis e deixam acontecer acidentes que poderiam ter sido evitados. Todos nós criadores e proprietários do Pit Bull Club do Brasil, somos responsáveis e lutamos pela aprovação da Lei de Posse Responsável Federal.

Em nossas famílias também tem crianças, idosos e outros animais de pequeno porte e não somos de maneira alguma assassinos e marginais como é retratado pela mídia.Como vivemos em regime de Democracia, temos o direito de escolher esta raça para criar e lembramos que nos dias de hoje com a violência humana em alta o Pit Bull é um ótimo cão para nos guardar e defender de possíveis ataques de marginais e assaltantes para principalmente quem vive em casas.

Por Renata Bitencourt

pitbullclubbr@uol.com.br